Missa reúne 1.200 pessoas para lembrar aniversário natalício de Dra. Zilda Arns

Missa celebrada em Curitiba nesta sexta-feira, dia 24 de agosto, na Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe lembrou o 78º aniversário de nascimento da Dra. Zilda Arns Neumann. Participaram da missa, presidida pelo padre Reginaldo Manzotti, colaboradores e voluntários da Pastoral da Criança, integrantes da família Arns e um público estimado em 1.200 pessoas.

Fundadora da Pastoral da Criança e da Pessoa Idosa, a médica pediatra e sanitarista Zilda Arns nasceu em 25 de agosto e 1934 na cidade de Forquilhinha, Santa Catarina. Morreu em 12 de janeiro de 2010, vítima do terremoto que assolou o Haiti, país da América Central.

“Eu acredito que certas pessoas não morrem”, disse emocionada a coordenadora nacional da Pastoral da Criança, irmã Vera Lúcia Altoé, ao final da celebração eucarística. “A memória da Dra. Zilda está super presente em nosso dia a dia. É a memória viva e atuante que fortalece a Pastoral da Criança, agora também mais fortalecida com a parceria firmada, desde junho, com a Associação Evangelizar é Preciso.”

Padre Manzotti, fundador da Associação Evangelizar, lembrou o legado deixado pela Dra. Zilda, o exemplo de doação, voluntariado e serviço. E reafirmou o compromisso assumido com a parceria “Abracei”, de ser “a voz a pedir mais líderes para a Pastoral da Criança. É um compromisso afetivo e efetivo com a causa”, acentuou o padre.

Na mensagem da missa, transmitida para mais de 1.200 emissoras de rádio, Manzotti destacou o mês vocacional, a catequese e a importância da fé, da oração, para atenuar as angústias e fragilidades humanas. “Vamos pedir em oração, vamos pedir ao Espírito Santo. Podemos pedir mais à terceira pessoa da Santíssima Trindade”, disse o padre na sua pregação.

Coordenadora de ramo (Setor Norte Curitiba), a voluntária Luzia dos Santos de Assis, chegou cedo à Igreja Guadalupe e buscou lugar nas primeiras filas. Deixou alguns compromissos e contou que não poderia faltar à missa. “Dra. Zilda sempre foi e será um exemplo para nós”, disse Luzia. E Evanir Dario de Souza, de São José dos Pinhais, que atua no setor de Acolhida na Igreja Guadalupe, confirmou com a coordenadora Fátima Dumas que quer ser uma nova voluntária da Pastoral da Criança.

Exemplos de hoje como os de Luzia e Evanir confirmam as palavras de Clóvis Boufleur, gestor de relações institucionais da Pastoral da Criança: “a missa é um momento especial para animar líderes e chamar novos voluntários”.