CNBB 02/03 Igreja no Piauí, Possíveis locais para a JMJ, 3º Comina, ispo auxiliar do Rio de Janeiro

Pronunciamento dos bispos do Piauí sobre as Eleições Municipais 2012


Os bispos e administradores diocesanos do Regional Nordeste 4 (Piauí) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), participaram nos dias 20 e 21 de fevereiro, no Sítio Cafarnaum, em Teresina (PI), da Reunião do Conselho Episcopal Regional de Pastoral, o Conser.

Durante o Encontro foram tratados temas relevantes à Ação Pastoral da Igreja no Piauí, além de relatórios, reflexões, espiritualidade e agenda para 2012.

Como fruto desses dias, os bispos e administradores diocesanos fizeram um pronunciamento sobre as Eleições Municipais de 2012, através de uma Carta divulgada para toda a população do Piauí.

Na carta, os bispos reafirmam suas convicções no valor e importância da atividade política como serviço ao povo, aparados, sobretudo, no “testemunho de Jesus Cristo”.

PCL visita Centro de Operações da Prefeitura e possíveis locais para a JMJ Rio2013


“Estamos muito bem impressionados com essa tecnologia de informação de alto nível. Isso nos faz esperar que em julho de 2013 a organização da cidade do Rio possa funcionar perfeitamente”, afirmou o presidente do Pontifício Conselho para os Leigos (PCL), Cardeal Stanislaw Rylko, ao término da visita ao Centro de Operações da Prefeitura (COR) nesta quarta-feira, 29 de fevereiro.

O presidente do Comitê Organizador Local (COL) da JMJ Rio2013 e arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, acompanhou a visita da delegação do Pontifício Conselho ao COR, juntamente responsáveis pelos setores do Comitê Local e membros da comissão da CNBB.

O secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos, Carlos Roberto Osorio, apresentou ao grupo as instalações do Centro de Operações e um breve planejamento da preparação do Rio de Janeiro. Osório explicou que todos os possíveis locais de encontros para a JMJ Rio2013 já estão mapeados.

Participaram também da reunião o secretário-chefe do Gabinete do Prefeito e coordenador municipal para a JMJ Rio 2013, Luiz Antonio Guaraná e o coordenador da Comissão Especial do governo estadual para a Jornada, Luiz Carlos Pugialli.

“O COR tem três objetivos: operar a cidade no seu dia a dia, atender a cidade em momentos de crises e emergências e planejar e executar grandes eventos. A JMJ é um dos grandes eventos que o Rio vai receber, então, desde já, na fase de planejamento, o COR está congregando todas as informações, montando e executando esse planejamento e, em seguida, vai coordenar a entrega. Ele é um ponto central para o sucesso do evento, já que durante a realização da JMJ será o cérebro de funcionamento operacional da cidade”, destacou o secretário Osório.

Para o Cardeal Rylko, as preocupações para a JMJ Rio2013 são as de todas as Jornadas, porque estas sempre representam um grande desafio, seja no campo logístico, seja no campo pastoral.

“Temos certeza que essa obra que já foi iniciada no Rio, não só em relação à JMJ, mas também para os outros grandes eventos será completada em nível satisfatório e depois será aprofundada para os outros encontros”, disse.

Dom Orani ressaltou o presidente do PCL ficou “encantado com o Centro de Operações, que é um dos mais modernos do mundo e disse que nesses anos todos em que tem trabalhado com as Jornadas esse seria o melhor lugar para o planejamento”.

A cidade maravilhosa

Logo após a visita ao COR a comitiva seguiu para a Catedral de São Sebastião. Cardeal Rylko conheceu as dependências da igreja e o museu que fica no subsolo da Catedral.

A Catedral de São Sebastião também está entre os que poderão acolher eventos com o Papa Bento XVI durante a Jornada Mundial da Juventude de 2013, que acontecerá entre os dias 23 e 28 de julho.

Estão sendo avaliados aproximadamente oito locais para os atos centrais e especiais. Esse número foi reduzido de um universo inicial de cerca de 22 lugares. Os locais de encontro com o Papa deverão ser escolhidos até julho deste ano.

Depois da Catedral, os membros do PCL estiveram no Aterro do Flamengo, mas precisamente no Monumento aos Pracinhas, que já recebeu a visita do Papa João Paulo II, quando esteve no Rio.

“A cidade do Rio vai ser uma moldura muito bonita para a JMJ. Estamos visitando esses lugares que foram utilizados no passado para ver também se poderão ser utilizados no futuro”, disse o Cardeal Rylko.

Mais informações:

Assessoria de Imprensa JMJ Rio2013

Jornalista Rocélia Santos

Contatos: + 55 21 31772013

E-mail: assessoriadeimprensa@rio2013.com

www.rio2013.com

Comina lança material do 3º Congresso Missionário Nacional


Neste fim de semana, dias 2 a 4 de março, representantes das forças missionárias da Igreja Católica no Brasil estarão reunidas na sede nacional das Pontifícias Obras Missionárias (POM), em Brasília (DF), para a 29ª Assembleia do Conselho Missionário Nacional (Comina), organismo cuja finalidade é a animação, a formação, a organização e a cooperação missionária além-fronteiras das igrejas locais.

O principal objetivo do evento é a preparação do 3º Congresso Missionário Nacional (3º CMN) que reunirá nos dias 12 a 15 de julho, em Palmas (TO), cerca de 600 pessoas de todas as regiões do Brasil. O 3º CMN terá como tema “Discipulado missionário: do Brasil para um mundo secularizado e pluricultural à luz do Vaticano II”. Segundo o diretor nacional das POM, padre Camilo Pauletti, durante a Assembleia do Comina serão apresentados alguns materiais do 3º CMN, entre eles, o site, onde serão publicadas todas as informações e documentos oficiais do Congresso; o Instrumento de Trabalho, que é o Texto-Base do Congresso, além do cartaz e a logomarca.

Congressos Missionários do Brasil

A caminhada dos Congressos Missionários Nacionais chega à sua terceira etapa. São pensados e realizados em preparação aos Congressos Americano e Latino-Americano (CAM/Comla) que deverão ocorrer pela quarta e nova vez respectivamente, em 2013, em Maracaibo, Venezuela. “Os CMN propõem-se como forte momento de reflexão, animação e articulação em torno da natureza missionária da Igreja e de suas tarefas evangelizadoras prioritárias no mundo de hoje, com enfoque na missão ad gentes (além-fronteiras)”, comenta o secretário executivo do Centro Cultural Missionário (CCM), padre Estêvão Raschietti.

O 1º Congresso Missionário Nacional aconteceu em Belo Horizonte (MG) em julho de 2003, em preparação ao CAM2/Comla7, na Guatemala, e discutiu o tema “Igreja no Brasil, tua vida é missão”. O 2º CMN, por sua vez, foi realizado em Aparecida (SP), em maio de 2008, com o tema “Do Brasil dos batizados ao Brasil de discípulos-missionários sem fronteiras”. Esta etapa seguiu as orientações da 5ª Conferência Episcopal da América Latina e Caribe, que aconteceu no ano anterior, de convocar as Igrejas do continente para assumir e operacionalizar a missão.

Assembleia do Comina

A Assembleia do Comina, que acontece a cada dois anos, é um momento de cultivar o conhecimento das diferentes realidades dos Conselhos Missionários Regionais (Comires), dos organismos e das instituições vinculadas ao Comina. “Iremos nesses três dias de encontro aprofundar o tema da identidade do Comina e dos Comires, proporcionar o aprofundamento de conteúdos da missiologia, avaliar a caminhada do Comina e projetar seu futuro, enfim, ajudar na caminhada missionária da Igreja no Brasil”, comentou o presidente do Comina, dom Sérgio Arthur Braschi.

Participam da Assembleia os bispos e assessores responsáveis da dimensão missionária da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB); o diretor e os secretários das Pontifícias Obras Missionárias (POM) e o secretário executivo do Centro Cultural Missionário (CCM), a presidente da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), do Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e da Pastoral dos Brasileiros no Exterior (PBE); os coordenadores dos Conselhos Missionários Regionais (Comires) e os representantes de institutos, associações e imprensa missionários.

Fique atento para o 5º Encontro com os Jornalistas das Dioceses, Regionais e Organismos da CNBB


A Assessoria de Imprensa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizará nos dias 23 a 25 de março de 2012, em Brasília, o 5º Encontro com os Jornalistas das Dioceses, Regionais e Organismos da CNBB. “Gostaríamos muito de ter a participação do jornalista ou colaborador de sua diocese”, afirmou o organizador do encontro e assessor de imprensa da CNBB, padre Rafael Vieira, em convite enviado aos bispos de todo o país.

O encontro pretende contar com pessoas que trabalham em rádios, TVs e jornais ligados às paróquias, dioceses e congregações, mesmo que não sejam formados em Jornalismo, mas que atuem nesta área.

“Nosso objetivo é partilhar o trabalho das assessorias de imprensa feito nas dioceses, nos Regionais e Organismos da CNBB, além de fortalecer os laços entre os que trabalham nestas instâncias e nos veículos de comunicação da Igreja”, completou padre Rafael.

O encontro deste ano debaterá a construção de uma rede de correspondentes, e terá como tema: “Jornalismo em Rede: um desafio para a Igreja”. O tema mostra a necessidade de desenvolver um sistema de correspondentes, espalhados pelo país, produzindo notícias para veiculação nacional, no site e boletins da CNBB.

Um dos palestrantes será o jornalista da Globo News, Sidney Rezende, um dos fundadores da Central Brasileira de Notícias (CBN) e primeiro editor-executivo desta rádio. O segundo palestrante convidado é o jornalista, professor de Web Jornalismo e Consultor de Comunicação em tempo integral, Antônio Danin Júnior.

Além das palestras, mesas redondas, o encontro inclui uma parte cultural, que é o passeio turístico por Brasília (DF), mostrando todo o lado político da Capital Federal, como a Explanada dos Ministérios; o Palácio do Planalto; Itamaraty; Supremo Tribunal Federal, como também a Torre de TV.

Reiteramos a necessidade de observar alguns requisitos para a participação do encontro. A pessoa deve atuar diretamente na Diocese, no Regional ou Organismo Vinculado à CNBB, ou em rádio, TV e jornal de propriedade da Igreja ou de alguma Congregação Religiosa, indicando o serviço que presta: assessoria de imprensa, assessoria de comunicação; editor de jornal, produtor, etc;

As despesas de passagem e hospedagem correrão por conta do participante ou de quem o envia (Diocese, Regional ou Organismo). O valor da diária completa (com café da manhã, lanches, refeições e pernoite), fica em 85 reais, com do pagamento direto no local do encontro: Casa de Retiros Assunção, que fica na L2 Norte, Quadra 611, Brasília (DF), tel.: (61) 3274-5336 / 3272-3526).

A ficha de inscrição, que segue abaixo em download, deverá ser enviada por fax ou e-mail aos cuidados de Janiery Alves – E-mail: imprensa5@cnbb.org.br – Fax (61) 2103-8303.

O encontro terá início às 18h do dia 23/03 e término às 12h do dia 25/03, e as vagas são limitadas.

Faça o donwload aqui da ficha de incrição.

CNBB promove Seminário de Jovens Comunicadores

Com o objetivo de contribuir com a formação de jovens profissionais de Comunicação, a partir de valores cristãos, as Comissões Episcopais Pastorais da Juventude e da Comunicação, ambas da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), promovem, de 18 a 20 de maio, em Brasília (DF), o Seminário Nacional para Jovens Comunicadores.

O evento acontecerá no auditório do Colégio Maria Auxiliadora e as inscrições poderão ser feitas de 15 de março a 15 de abril, no site dos Jovens Conectados: www.jovensconectados.org.br. As vagas são limitadas.

Com o tema “Jovens católicos: comunicação que transforma vidas”, o encontro contará com uma programação diversificada: atividades musicais, teatro, painéis, rodas de conversa, além de palestras com profissionais de Comunicação, bispos e padres.

Além do Seminário de Jovens Comunicadores, outros dois seminários estão marcados para este ano: o Seminário Nacional de Juventude e Bioética (de 13 a 15 de julho) e o de Juventude e Missão (de 28 a 29 de setembro). O primeiro tem a finalidade de aproximar jovens envolvidos em questões bioéticas, para refletir, à luz da fé e razão, sobre valores e princípios éticos. Já o segundo, tem o objetivo de impulsionar a juventude para a missão permanente de profetas e agentes de transformação social.

Regional Nordeste 3 articula o trabalho de Comunicação


Para planejar a Pastoral de Comunicação (Pascom) na Bahia e em Sergipe, 18 representantes de dioceses do Regional Nordeste 3 da CNBB (Bahia e Sergipe) estiveram reunidos por dois dias em Salvador (BA). No encontro, que foi encerrado ontem, 28, com um almoço, foram definidas as prioridades do trabalho e a nova equipe de coordenação foi escolhida. O arcebispo de Feira de Santana (BA) e bispo referência para a Comunicação no Regional, dom Itamar Vian, participou de todo o encontro e animou os presentes a articularem as ações entre as dioceses.No primeiro dia da reuniã os participantes estudaram o documento 101 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), intitulado “A Comunicação na Vida e Missão da Igreja no Brasil”.

Foram representadas no encontro as dioceses de Eunápolis, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Serrinha, Alagoinhas, Juazeiro, Bom Jesus da Lapa, Senhor do Bonfim, Irecê, Paulo Afonso, Salvador e Aracaju.

Papa nomeia novo bispo auxiliar para a arquidiocese do Rio de Janeiro


Hoje, dia 29, a Nunciatura Apostólica comunicou a nomeação do padre Luiz Henrique da Silva Brito como bispo auxiliar do Rio de Janeiro. Atualmente, atua como pároco da Paróquia São Benedito, em Campos dos Goytacazes (RJ).O monsenhor Luiz Henrique nasceu em 19 de maio de 1967, em São Gonçalo (RJ), e possui uma longa atuação na vida religiosa. No ano de 1990, exerceu a função de prefeito de Disciplina no Seminário Arquidiocesano de São José (RJ). Sua ordenação sacerdotal foi em 14 de dezembro de 1991, na catedral Santíssimo Salvador, em Campo de Goytacazes.

Em sua formação acadêmica, concluiu o bacharelado em Teologia e Direito Canônico, e é mestre em Teologia. Dentre as principais atividades exercidas em sua larga trajetória, o monsenhor já foi coordenador da Pastoral Vocacional Diocesana (1996-1998); juiz auditor da Câmara Eclesiástica de Campos; chanceler do bispado de Campos, com nomeação e 19 de março de 2007; professor de Ética na Faculdade Eclesiástica de Filosofia em Campos desde 2006; e em 2011, foi nomeado Moderador da Cúria de Campos (RJ).

O monsenhor Luiz Henrique divulgou uma nota na qual pode ser lida clicando aqui.

O arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta também divulgou uma nota pela nomeação do monsenhor Luiz Henrique. Clique aqui e leia.

Nota de saudação ao novo bispo auxiliar do Rio de Janeiro


A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) recebe, com alegria, a nomeação do novo bispo auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro (RJ), o monsenhor Luiz Henrique da Silva Brito, atualmente pároco da Paróquia São Benedito em Campos dos Goyatacazes (RJ), e agradece ao Papa Bento XVI pelo gesto de carinho para com o Brasil.A chegada de um jovem irmão para o episcopado traz esperanças para a ação evangelizadora da Igreja e nos revigora na comunhão. Monsenhor Luiz Henrique percorreu um belo trajeto de formação na área do Direito Canônico e da Teologia Moral e, sobretudo, tem recebido a graça de servir na pastoral seja na promoção vocacional, seja no trabalho direto em várias paróquias. Esse caminho feito e a reconhecida dedicação com a qual ele assumiu esses desafios nos dão a certeza de que realizará um excelente serviço como colaborador de Dom Orani João Tempesta, na Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Fazemos os melhores votos de um frutuoso ministério, nos unimos em oração para agradecer a diocese de Campos (RJ) que oferece esse seu filho para o crescimento do Reino de Deus em outra Igreja Particular e, por fim, cumprimentamos Monsenhor Luiz Henrique com o desejo de que ele se sinta feliz e entusiasmado com a nova missão que a Igreja lhe confia.

Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário geral da CNBB

Em nota, Comissão da CNBB lamenta morte de bispo anglicano e sua esposa em Pernambuco


O presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso, dom Francisco Biasin, divulgou na manhã de hoje, 29, uma nota de pesar pelo assassinato do bispo anglicano Edward Robinson de Barros Cavalcanti, e sua esposa, Miriam Cotias Cavalcanti, ocorrida na noite do último dia 26 de fevereiro.Em nota, dom Francisco expressa sua solidariedade com parentes e amigos do casal morto em Pernambuco, dizendo: “Suplicamos a Deus para que os filhos das famílias brasileiras possam crescer orientados pelo que diz as Escrituras Sagradas “Honra teu pai e tua mãe” (Ex 20,12). E reiteramos o nosso compromisso para a promoção do diálogo que possibilita a construção de uma realidade de paz para as famílias brasileiras, para as nossas igrejas e para a sociedade como um todo”.

Dom Robinson, era bispo diocesano da Igreja Episcopal Anglicana, grande defensor das causas sociais, e criador da Comissão de Direitos Humanos da Diocese do Recife que foi o embrião da atual Secretaria Diocesana de Defesa dos Direitos Humanos.

Entenda o caso

No domingo, 26, dom Edward Robinson foi barbaramente assassinado em sua casa, no bairro dos Bultrins, município de Olinda, Pernambuco, por seu filho adotivo, Eduardo Olímpio Cotias Cavalcanti, de 29 anos. A esposa de dom Robinson, Miriam Nunes Machado, ainda foi levada com vida ao hospital, mas não resistiu. Eduardo teria golpeado o pai depois de uma discussão. A mãe tentou interferir e também teria sido agredida pelo rapaz, que, em seguida, tentou se suicidar.

Eduardo morava nos Estados Unidos desde os 17 anos de idade e tinha chegado há três dias. Ainda não se sabe o que motivou o crime.

Leia abaixo a íntegra da mensagem de dom Francisco Biasin, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso:

Nota de solidariedade da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso

A Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), recebeu com pesar a notícia da morte do bispo anglicano dom Edward Robinson de Barros Cavalcanti, e sua esposa, a senhora Miriam Cotias Cavalcanti, ocorrida na noite do dia 26 de fevereiro de 2012.

A trágica forma e as circunstâncias nas quais morreram esses dois irmãos cristãos anglicanos nos levam, como Igrejas, a intensificarmos os esforços que visam a educação da juventude brasileira e sua integração na convivência familiar orientada pelos valores da fé cristã.

Expressamos nossa solidariedade para com os familiares de dom Robson e a Sra. Miriam, e para com os irmãos de tradição anglicana. Suplicamos a Deus para que os filhos das famílias brasileiras possam crescer orientados pelo que diz as Escrituras Sagradas: “Honra teu pai e tua mãe” (Ex 20,12). E reiteramos o nosso compromisso para a promoção do diálogo que possibilita a construção de uma realidade de paz para as famílias brasileiras, para as nossas igrejas e para a sociedade como um todo.

Dom Francisco Biasin
Bispo de Volta Redonda/Barra do Piraí-RJ
Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religio
so