Dia Nacional da Juventude, Sonora-MS

“Protagonismo Feminino”

Organização: Pastoral da Juventude

Participação: ECC e voluntários

No dia 12 de novembro (sábado passado), deu-se início a um dos momentos mais importantes para toda a juventude mundial. Foi comemorado na cidade de Sonora, o DNJ (Dia Nacional da Juventude), que trouxe-nos como reflexão o Protagonismo Feminino.

O sábado começou com uma virgília, as 20h:00m na Capela do Sagrado Coração, que teve uma participação significativa de jovens, da nossa comunidade. Após, tivemos uma Cristoteca, com a participação dos DJs Lucicley e Manu, que vieram para animar a noite da moçada.

Na manhã seguinte, iniciamos o DNJ com um Ofício, tão bem preparado pelo nosso jovem José, que se empenhou muito nos últimos dias para a realização desses momentos espirituais. Posteriormente, as 09h:00m o pessoal da banda começou a tocar e animar a juventude presente, com músicas católicas.

Os nossos oradores, Adailton e Romário, abriram o DNJ com alguns vídeos a respeito da mulher e da Família PJ, no intuito de ressaltar o que é a Pastoral da Juventude e seu desenvolvimento dentro da sociedade, quanto também o de mostrar o que é ser a Mulher nos dias de hoje. Logo após, cinco rapazes, subiram até o palco para recitar uma poesia referente as mulheres, o que foi muito lisonjeador, pois são poucas as vezes em que vemos tantos rapazes falarem de mulher com o uso do lírico (Adailton, João Carlos, João Victor, Lucas e Flanque).

A primeira palestra fora dirigida pelo senhor Diego Nicolas Seminara (ECC), que contou-nos a vida da mulher desde o início da história e apontou quando a mulher tornou-se peça fundamental dentro da sociedade machista do século XX. Além desta, houveram mais duas palestras importantíssimas, ministradas pela senhora Márcia Brito (Bióloga, Usina Sonora) e pela Irmã Tereza (Irmã Missionária Catequista do Sagrado Coração), que completaram a história de luta das mulheres e suas conquistas ao longo dos anos, exaltando a Mulher Consagrada na palestra da Irmã, que mostrou-nos que a mulher consagrada, não é menos favorecida, pelo contrário, tem um reconhecimento e um valor igual ou maior do que as outras, pois estas vivem em Deus. O que podemos concluir das três palestras é que a mulher independente de sua causa social, religião, atuação política ou econômica, é extremamente instrumento de suma importância dentro da sociedade. E que, em qualquer tempo a mulher irá mostrar-se capaz de assumir tarefas que os homens realizam.

Fora as palestras, houveram teatros, música, apresentações dos meninos da PJ (João Carlos, Victor Hugo, João Victor, Flanque), almoço, leitura bíblica, palavra do Padre Fábio,  etc. Foi uma tarde de lazer e reflexão, que muitos levaram como uma lembrança boa, tanto aqueles que se empenharam para a realização, quanto os que só vieram participar.

Encerramos o Dia Nacional da Juventude na Igreja Matriz, durante a missa. Os jovens fizeram participações, como as leituras, as preces e ao final da missa, houveram algumas apresentações: uma poesia recitada pela jovem Lauynny (nova integrante do grupo Renascer), um texto reflexivo para fechar o tema: Protagonismo Feminino, escrito e lido por mim e, uma dança ao som da música Ela é Bamba de Ana Carolina, apresentada pelas jovens: Ana Patrícia, Daniela Nunces e Rayne Oliveira.

O DNJ desse ano, foi espetacular. Claro que houveram dificuldades, e chegamos a momentos extremos, de perder a paciência. Mas, a vontade de realizar esse evento foi tão grande, que os grupos se uniram e fizeram tudo o que puderam.

Acredito, que a satisfação seja de todos, e a esperança de ter um ano que vem ainda melhor é uma expectativa, que não podemos evitar. Esperamos que os jovens que estiveram presentes estejam felizes e ansiosos por outro DNJ, e par’aqueles que não puderam estar presentes: animem-se jovens, porque Cristo espera em vós, como nós Pastoral da Juventude, ansiamos chegar até vocês!